top of page

Mundo Cinza: minuto poético


Tá tudo cinza,

Não tem mais graça,

É só bobagem

Natal e Páscoa!

 

Não tem mais cores,

Só ouço tiros,

E desespero,

Só choro e gritos.

 

Tá tudo cinza,

Pra minha vida

Não acho certo

Por nesse mundo

Um ser humano incerto.

 

Não quero saber

O que você pensa,

Eu sei muito bem

O que é descrença.

 

É só doença,

É só falência,

E o mundo perdendo

a consciência.

 

Tá tudo cinza,

Só ouço as dores,

Não quero mais

Saber de amores!

 

Já me disseram

Que eu sou inútil,

Quem eu amava

Acabou com tudo!

 

O céu tá cinza

E eu já “to” sabendo

Que o ser humano

Está se perdendo.

 

Só ouço gritos,

Só escuto dores,

Quem eu conheço

Não vê mais flores.

 

Tá tudo cinza,

Acabou a graça,

Não tem romance,

Não tem mais nada.

 

Do tempo agora

Não dá saudade,

Eu quero mais

É que logo passe.

 

Só sinto falta

Do tempo antigo

Quando eu não ouvia

Assim tanto grito.

 

É sempre assim,

Só recebo farpas,

Só exigências,

Paixão é nada!

 

O mundo agora

Não vale nada:

Se eu mostrar dinheiro

Eu sou respeitada.

 

Tá tudo cinza,

Não tem mais jeito,

Não tem mais cores,

Não há respeito!

 

Só ouço gritos,

Só ouço tiros,

Só escuto as dores,

Não vejo as flores.

 

Tá tudo cinza,

Acabou a graça,

Não tem romance,

Não tem mais nada.

 

Jamila Mafra 

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page